22 de nov de 2010

Em branco

Essa é uma história de um personagem sem nome, porque minha criatividade pra nomes esgotou-se (em breve ela voltará).
Essa é uma história sem título porque minha cabeça parou de funcionar. Essa é uma história sem enredo, já que o enredo tem que vir da imaginação, e a minha foi sugada. Isso é uma história? Sim é. Uma história de alguém que não tinha em mente pra fazer uma história e descobriu que criou uma história, mesmo não tendo a mesma.
Complicado? Imagina pro menino.  A mente dele era um grande buraco com várias informações fúteis. Essas informações fúteis e sem sentido criaram um história. Aí ele pensou: "Tenho que botar algum sentimento nisso". Então o menino sentiu. Qual sentimento ele ia colocar? Não sabia. Já tinha o enredo de uma história sem história. Mas que características seu personagem ia ter? Ele pensou e chegou a conclusão que era a história de um menino que não tinha historia e não sentia. Agora ele tinha que iniciar a história mostrando como era o menino e... Ele tinha que estudar pra prova no outro dia. Desistiu. E deixou a história só na mente.
Acho que isso acontece com nossas ideias. Vão pra um grande buraco de onde só poucos se salvam.