4 de abr de 2010

Consequências Eternas

_ Você não pode me usar assim! Pensei que você era quem você parecia ser!
_Mas, eu não fiz por querer! - respondeu ele.
Ella estava muito estressada, com raiva de seu namorado. Pegara ele beijando outra garota em uma festa. Algo imperdoável.

_ Não fez por querer? Pra mim beijar é por querer!
_Quer saber? Você que é a errada aqui! Está sempre exigindo de mim o que eu não posso te dar e ainda joga na cara quando eu não posso e não consigo. Você é uma vadia! - respondeu ele.
A cara de Ella foi uma mistura de raiva com fúria e mais alguns sentimentos ruins.
_AHHHH!
Um jarro de flor voou e acertou a cabeça do namorado de Ella. Ela, ainda com os olhos fechados começou a falar:
_ Porque eu não sou a vadia aqui! Se você não estava achando correto o que eu fazia, falasse! Eu tentaria mudar.
Mas agora era tarde pra mudar ou falar algo. Seu namorado estava no chão com o produto da raiva, ódio, ignorância e falta de diálogo de Ella.: sangue e morte.
A namorada furiosa não teve coragem de sair de casa ou ligar pra alguém, só ficou se lamentando. Esqueceu que poderia salvar o namorado levando ele ao hospital. Já era tarde. A falta de paciência e o sentimento ruim tomaram Ella e geraram sérias consequências. Consequências eternas. Vai matar alguém ou vai criar paciência e encarar os fatos?