26 de mar de 2010

Bom Dia

Vittorio era uma menino esquisito, na opinião alheia. Dava bom dia a todo mundo, perguntava se todos estavam bem, um por um, apreciava falar aos outros: "o que fez ontem?" ou "o dia foi bom?", mas ninguém dava importância a ele. Vittorio parecia sempre de bem com a vida e raramente tinha algo a reclamar. Mas quando tinha uma tristeza, era muita tristeza. Parecia se importar com o bem estar de todos e todas com quem convivia.
Num dia nublado em que as nuvens cinzas cobriam o céu e a chuva caia torrencialmente, o clima estava frio. Como todos os dias, Vittorio chegou sorridente e dava bom dia a todos, perguntava se estava com sono, essas coisas. Até que, em certa hora do dia, ele resolveu pedir algo em troca.
_ Bom dia flor do dia! - disse ele entusiasmado para sua colega.
_ Bom dia Vittorio - disse ela, simplesmente
_ Me dá um abraço? - falou Vittorio.
_Que? - estranhou ela e virou-se.
Ele foi fazer outra tentativa.
_Bom dia Carlos! Como foi a noite?
_Bom dia Vittorio, foi boa! Dormi bem! E a sua? - retrucou.
_ Foi boa também! Mas você parece caído, tenso. O que você tem?
_Ah... Estou com muito sono! A noite foi tão boa que a cama queria que eu ficasse lá!
_Hehehe! Me dá um abraço?
Carlos olhou assustado e estranhando o pedido.
_Sai fora menino, sou homem! - disse Carlos um pouco furioso.
Depois disso Vittorio decidiu que seu bom dia não era importante. E que ele não era importante. Começou a faltar as aulas. Esperava uma ligação de alguém pra perguntar o que havia acontecido, mas nem isso ocorreu. Esperava demais. Até que ele pensou que se ficasse esperando e não agisse, nada aconteceria.
Longo tempo depois, voltou a escola. Não deu bom dias. Esperou algúem dar bom dia a ele. Até que o seu colega, Carlos, disse:
_Vittorio! Estava preocupado! Onde você tava? Tudo bem? - e a mais inesperada fala - Como foi seu dia?
Vittorio olhou ele com um sorriso carismático e disse:
_Agora já posso te abraçar?
Carlos não resistiu e abraçou ele que chegou a levantá-lo do chão.
_Senti falta do seu bom dia. Acho que era essencial pra me deixar feliz. Obrigado
E Vittorio voltou a dar seu bom dia. Talvez algum dia, mais alguém lembrasse que um bom dia não são só simples palavras. Um bom dia faz seu dia. E o Vittorio quer te dar bom dia.