15 de mar de 2010

Sorrir

Koemi era uma menina que gostava de todo mundo. Chegava cedo na escola só pra dar bom dia a todos e ver todos chegarem. Ela sentia simpatia por pessoas, mesmo sem conhece-las. Era considerada um pouco doida pelo seu jeito carinhoso e alegre. Mas tinha alguém que não abria a boca pra falar com ela. Koemi via ele passar todas as manhãs mas não arriscava um bom dia, pois tinha a intuição que não devia. Ela sentia um medo, algo que ela não podia dizer. Só sorria pra ele, mas ele fingia que a mesma não existia. Ela passou o colégio inteiro desejando uma vibração da voz dele.

Justamente no último dia, enquanto ela fazia sua última passeata pelo corredor ela esbarrou com ele saindo do banheiro e quase que ambos caem. Os dois tinham os olhos fixos um no do outro. Ela ficou tão nervosa que acabou dizendo algo.
_Sabia que eu só queria que você me dissesse um oi?
_Não, você não me contou. - disse ele em tom respeitável.
Ela ficou muda mas continuava a olhar pra ele. Agarrou-o com os braços e deu um abraço forte. O menino sem entender nada, ficou paralisado. Ela largou-o e disse:
_Você é um mistério pra mim. Ouvir sua voz foi incrível. Só me faltava isso pra eu ser totalmente feliz.
_E você tem tanta felicidade que eu não sei da onde vem. Queria ser igual você.
_Koemi! - gritou Amanda, sua colega de turma, gesticulando que ela devia voltar.
_Então seu nome é Koemi? Sabe, Koemi. Eu também queria dizer um oi. Mas achei que se eu falasse um oi, você pararia de dar aquele sorriso maravilhoso que me encanta todas as manhãs.
Só sobrou a ela sorrir. Agora já tinha tudo passado. Ela saiu andando pelo corredor sempre olhando pra trás, pra ver se ele continuava lá. Agora ela tinha tudo. Tudo o que ela queria.
Às vezes só o seu sorriso ilumina o dia de algúem. Alguém já sorriu pra você? Se não, sorria pra alguém.