14 de jun de 2011

Questão de centavos

Meu nome é Olavo. Não sei como começar meu relato. Só sei que acho que devia compartilhar com o mundo.
Estava eu e mais dois meninos esperando o ônibus após a escola. Dia comum, pessoas comuns. Eles começaram a  brincar com uma moeda, jogando ela pra lá e pra cá. Percebi que era uma moeda de 10 centavos.
- Haahaha! toma aí. - disse o menino branco jogando a moeda.
-Ah, tão você! - respondeu o menino moreno.
A moeda caiu no chão. Obviamente pegaram. O menino branco pegou. Atacou novamente no seu amigo, ou colega, não sei. O moreno revidou atacando a moedinha de volta. Cansado, o branco atacou a coisinha longe. Aí eu entro em ação.
Olhei para os dois meninos, que me olharam rindo. Abri minha mochila, peguei uma moedinha de 10 centavos , no fundo, e ataquei-a  junto a que eles haviam jogado longe.
Os meninos me olharam estranhamente. Eu disse:
- Um mais um dá dois.
- Ahn? - os dois responderam.
- Ou 10 mais 10 dá 20 - concluí.
Eles me ignoraram. E as moedinhas ficaram lá no chão.
No outro dia, quando cheguei na escola, bem cedo, notei que as moedinhas não estavam mais lá.
Um homem sujo, parecido com um mendigo, vinha da outra esquina. Estava frio.
- Ei menino!
- Oi? - respondi.
- É... você tem 5 centavos pra me dar?
- 5 centavos?
- É, porque eu achei vinte centavos no chão, e só preciso de mais cinco pra comprar um pão.
E assim termina meu relato.
Bem, o resto fica pra sua imaginação.