2 de ago de 2010

Viver pra quê?


Porque a gente vive? Porque a gente nasceu? Alguma missão eu devo ter por aqui. Estou fazendo uma lista na minha cabeça, pra ver se dá certo. Vou expor alguns pontos aqui. Eu não vivo pra:
- Ir pra festa;
Porque ela acaba rápido e é só um prazer instantâneo.
- Conseguir dinheiro;
Porque eu junto junto e junto mas quando morrer não vou levar nada comigo.
- Fingir ser alguém;
Porque se EU estou aqui, é porque alguma coisa eu tenho que fazer, sendo eu mesmo.
Alguém dá uma ajudinha com minha lista?
Ah, acabei de lembrar de coisas que eu aprecio fazer. Então, eu vivo para:
- Amar ao outro;
Porque quando eu amo o outro ele fica mais feliz.
- Sorrir;
Porque os dentes tinham que servir pra alguma coisa além de comer.
- Abraçar;
Porque os braços que carregam o peso da vida também precisam de um carinho.
- Ser louco;
Porque é meu jeito e ninguém muda.
Agora tem a coisas que eu não entendo. Aí vão elas:
- Magoar os outros;
Porque? Se o negócio é um mundo feliz, magoar os outros adianta?
- Agir por impulso;
Porque agir assim se temos um cérebro pra pensar antes?
- Ficar emburrado;
Porque ficar assim se tem tanta gente que você pode fazer feliz com um sorriso?
Ah, são tantos nos três pontos que vou parar por aqui, se achar algum legal, me ajude.